Branding

O segredo dos negócios multibilionários: manipular emoções

fevereiro 27, 2018

manipular-emocoes- negocios-multibilionarios-min

Qualquer companhia que deseja obter o máximo de sucesso deve saber exatamente qual é a emoção que deseja atingir e manipular em seu próprio favor. As gigantes da tecnologia já sabem como fazer isso.

O Google nos surge como uma entidade superior, aquela que tudo sabe e a tudo nos responde. Desta forma preenche a nossa necessidade de encontrar um ser superior capaz de nos mostrar aquilo que não entendemos.

Também possuímos uma necessidade fundamental de amar o próximo e ser amado por ele. As redes sociais de maior sucesso, como o Facebook e o Instagram preenchem este espaço conectando pessoas distantes e facilitando o seu relacionamento.

Empresas do mundo todo ganham, e muito, ao focar o seu trabalho de comunicação na atenção às necessidades emocionais mais básicas da humanidade. A manipulação de emoções está diretamente ligada a margens de lucro maiores, negócios mais rentáveis e, consequentemente, investidores e acionistas mais felizes.

Emoções e necessidades que podem ser exploradas

Sobreviver, reproduzir e deixar um legado, amar, ser amado, encontrar significado em tudo o que vivemos. Estes são alguns dos instintos mais primitivos do ser humano. Por isso, quando a comunicação é capaz de atingir emoções que ativam esses instintos, ela se torna tão poderosa.

Apelando ao instinto de sobrevivência, a comunicação é capaz de anular a racionalidade do processo de tomada de decisão, garantindo o sucesso das vendas. Entenda melhor sobre cada uma delas:

Instinto de sobrevivência

O medo da morte é um dos mais devastadores que conhecemos. Por isso temos um instinto natural para a vida. É este sentimento que leva o consumidor a agir, comprando mais itens do que necessitaria ou aceitando porções maiores de alimentos por apenas mais um real.

Pacotes econômicos, tamanho família e outros termos que exploram o conceito de “levar mais por menos” apelam ao instinto de sobrevivência e, por isso, nunca saem de moda.

Amar e ser amado

O instinto de amar e ser amado é um dos mais poderosos. É ativado por uma série de hormônios e gatilhos de recompensa que ativam a sensação de fazer parte de algo maior do que si mesmo.

Sempre que o marketing oferece “mimos” e recompensas aos consumidores, trabalha com o instinto de amar e ser amado. Um dos maiores exemplos é o surgimento de reações no Facebook ou curtidas com emoji de coração no Instagram. Essa validação social é tão importante para nós que se torna um verdadeiro vício.

Reprodução e legado

O instinto da reprodução é um verdadeiro motor pessoal. Muitas pessoas se preocupam em acumular riquezas e luxo por causa desse instinto. O objetivo inconsciente deste hábito é mostrar para as outras pessoas que seus descendentes viverão melhor.

Aproveitar os instintos e necessidades básicas do ser humano pode ser uma das melhores formas de aumentar a rentabilidade do seu negócio. Quais a sua empresa usa?

estratégias de marketing
negócios de sucesso